A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z #

Victor Xamã

"Bússola Quebrada"

[Verso 1: Victor Xamã]
(Ae, um brinde a vida irmão)
Teus ombros suportam pesos demais
Essa noite o céu desabou e você nem percebeu
Essa noite o céu desabou e você nem percebeu
Teus olhos negros lembram minhas madrugadas em claro
Essa vida é um triangulo de Penrose
Eu lhe fotografei na minha pinhole, solidão
Na orla da Barra mais um sol que morre
Meu coração uma bússola quebrada
Me deito nesse chão estrelado que invade a sala da casa
Sutilmente eu toco nesse céu de almas

[Refrão]
Algemas de aço, Ilusão Copperfield
A sobriedade é um soco do Holyfield
Meu abrigo é teus braços laços
Que prendem a embarcação na ponte
Algemas de aço, Ilusão Copperfield
A sobriedade é um soco do Holyfield
Meu abrigo é teus braços laços
Que prendem a embarcação na ponte

[Saída]
E se o céu desabar? E as águas abissais escondessem monstros?
E se o céu desabar? E as águas abissais escondessem monstros?
E se o céu desabar?
E se o céu desabar?
E se o céu desabar?

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z #
All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics provided for educational purposes and personal use only.
© 2017 Lyrics Media Group Inc.